Patrimonio Cultural brasileiro

13/11/2022

Depois de dar a volta ao mundo e ganhar reconhecimento internacional, a Capoeira tornou-se o mais novo patrimônio cultural brasileiro reconhecido. O registro desse marco foi votado em 15 de julho de 2008 em Salvador, Bahia (Brasil), pelo Conselho Consultivo do Patrimônio Cultural do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico), que é composto por 22 representantes da sociedade civil e delibera sobre registros e tombamentos do patrimônio nacional.

2014: Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade

A nona sessão do Comitê Intergovernamental de Salvaguarda do Patrimônio Cultural Imaterial aprovou, em novembro de 2014, em Paris, a Roda de Capoeira, um dos símbolos brasileiros mais reconhecidos internacionalmente, como Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade. O reconhecimento da Roda de Capoeira, pela UNESCO, é um marco extremamente importante para a cultura brasileira e expressa a história da resistência negra no Brasil, durante e após a escravidão. Com origem no séc . Século XX, bem no período da escravidão, a Capoeira se desenvolveu como forma de sociabilidade e solidariedade entre os africanos escravizados, como estratégia para lidar com o controle e a violência. Hoje é um dos maiores símbolos da identidade brasileira e está presente em todos os cantos do território brasileiro, além de ser praticado em mais de 160 países em todos os continentes.